Home
Contactos
Missão e objectivos
Estatutos
Apresentação
Corpos sociais
Novos sócios
Revista
Normas de publicação
Legislação
Press-releases
Agenda
Links
SPCNA em notícia
Nutrição é notícia
Pesquisa
Comentários
Sondagem
Membros
Filme promocional
< Junho 2022
29
30 31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
1
2
Processo de Recrutamento e Seleção para admissão de um/a Assistente de Investigação

O Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) pretende proceder à
contratação de um Assistente de Investigação no âmbito do projeto MERIT - MothER
Income InequaliTy - Refª SGS3-A2 Small Grants Scheme#3 – Elaboração de
Estudos/Livros Brancos para promover a igualdade entre mulheres e homens.

Processo de Recrutamento e Seleção para admissão
de um/a Assistente de Investigação
O Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) pretende proceder à
contratação de um Assistente de Investigação no âmbito do projeto MERIT - MothER
Income InequaliTy - Refª SGS3-A2 Small Grants Scheme#3 – Elaboração de
Estudos/Livros Brancos para promover a igualdade entre mulheres e homens.

Projeto: MERIT - MothER Income InequaliTy - Refª SGS3-A2

Prazo de candidaturas: de 23-06-2022 a 11-07-2022

Requisitos de admissão:
Ao concurso podem ser candidatos/as nacionais, estrangeiros/as e apátridas que:
Requisito 1: Sejam titulares de um grau, pelo menos, equivalente a Mestrado na área de
Saúde Pública, Economia da Saúde, Ciência Política, Sociologia ou relacionado e
Requisito 2: Sejam detentores/as de um currículo profissional que revele um perfil
adequado às funções a desempenhar, nomeadamente:
 Experiência de trabalho com métodos de investigação quantitativa;
 Experiência em apresentação e publicação de resultados de investigação
científica (artigos e apresentações orais);
 Domínio das línguas portuguesa e inglesa que permita autonomia na elaboração
de relatórios científicos e disseminação de resultados em ambos os idiomas.
Será valorizada a experiência em análise de políticas sociais e laborais,
nomeadamente políticas de igualdade de género, experiência em recolha de dados
qualitativos e análise de dados qualitativos e experiência e disponibilidade para
participação em reuniões científicas internacionais.

Funções a desempenhar:
O/a Assistente de Investigação integrará a equipa do projeto e espera-se que apoie a
equipa nas tarefas previstas no projeto durante o tempo do contrato, nomeadamente:
 Revisão de literatura;
 Análise de políticas sociais e laborais, tanto a nível nacional como europeu;
 Recolha de dados qualitativos;
 Preparação e gestão de bases de dados quantitativas;
 Análise de dados, quantitativa e qualitativa;
 Funções de representação e comunicação com a comunidade científica e civil,
nacional e internacional;
 Preparação de livro branco e manuscritos científicos.
Local de trabalho e supervisão:

O trabalho será desenvolvido no Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto
(ISPUP) ou noutros locais necessários à execução das atividades, sob a supervisão da
Prof. Doutora Teresa Leão.

Remuneração e duração do contrato:
A admissão do/a Assistente de Investigação será em regime de contrato de trabalho a
termo certo, e com duração de 18 meses, a iniciar a 01-09-2022. O período normal de
trabalho semanal é de quarenta horas semanais, com remuneração base mensal de
1.427,71 ¤, acrescida do subsídio de refeição diário (4,77 ¤), subsídio de férias e de natal.
Seriação das candidaturas:
As candidaturas que não preencham qualquer um dos requisitos de admissão e que não
de instrução de candidatura são excluídas, nomeadamente a não apresentação de todos
os documentos solicitados implica a exclusão do processo de seleção.

As candidaturas serão ordenadas com base em avaliação curricular e, se o júri considerar
necessário, haverá recurso à entrevista. Em todos os casos, será considerada a
adequação do perfil do/a candidato/a às funções/atividades a desempenhar, com
particular enfoque na formação e na experiência profissional.
Composição do júri de seleção:
 Presidente: Prof.ª Doutora Teresa Leão
 Vogal efetivo: Prof. Doutor Henrique Barros
 Vogal efetivo: Prof. Doutor Julian Perelman
 Vogal suplente: Doutora Joana Amaro
 Vogal suplente: Prof.ª Doutora Raquel Lucas
Prazo de candidatura e forma de apresentação das candidaturas:
O concurso encontra-se aberto no período de 23-06-2022 a 11-07-2022.

As candidaturas devem ser formalizadas através do envio dos seguintes documentos:
 Curriculum Vitae (formato Europass);
 Cópia do(s) certificado(s) de habilitações contendo a classificação final para a
obtenção do(s) grau(s);
 Carta de motivação;
 Demais documentação considerada relevante, como cartas de recomendação.

No Curriculum Vitae deve constar de forma abreviada informação relativa a, mas não exclusiva, sobre classificação final dos graus curriculares obtidos, duração e tema(s) de eventual experiência em investigação científica, experiência profissional com descrição das funções exercidas, etc.
A formalização das candidaturas deverá ser realizada através de correio eletrónico parao endereço “candidaturas@ispup.up.pt”, dentro do prazo da chamada e com o assunto
“Assistente de Investigação – MERIT”.
Notificação dos resultados
O resultado final da avaliação será enviado individualmente a todos(as) os(as)
candidatos(as) através de correio eletrónico de acordo com o RDPD – Regulamento
Geral de Proteção de Dados. Os resultados finais da avaliação serão divulgados através do envio da(s) ata(s) por mensagem de correio eletrónico para o endereço indicado pelos/as candidatos/as no Curriculum Vitae submetido.

Os candidatos têm um prazo de 10 dias úteis, a contar do dia imediato ao da notificação, para se pronunciarem, querendo, em sede de audiência prévia.

O ISPUP é livre de preencher o lugar ou não, podendo suspender ou dar por terminado
o processo a todo o momento, bastando para tal informar todos os candidatos.
Política de não discriminação e de igualdade de acesso:
O ISPUP promove ativamente uma política de não discriminação e de igualdade de
acesso, pelo que nenhum candidato/a pode ser privilegiado/a, beneficiado/a, prejudicado/a ou privado/a de qualquer direito ou isento/a de qualquer dever em razão, nomeadamente, de ascendência, idade, sexo, orientação sexual, estado civil, situação
familiar, situação económica, instrução, origem ou condição social, património genético, capacidade de trabalho reduzida, deficiência, doença crónica, nacionalidade, origem étnica ou raça, território de origem, língua, religião, convicções políticas ou ideológicas e filiação sindical.

Política de privacidade e proteção de dados:
O ISPUP está empenhado no cumprimento da legislação de proteção de dados pessoais de forma a proteger os dados e a privacidade dos colaboradores, estudantes e parceiros.
Enquanto responsável pelo tratamento, o ISPUP compromete-se a tratar todos os dados recolhidos no processo de candidatura de acordo com os trâmites definidos na legislação em matéria de proteção de dados e de acordo com o estipulado na Política de
Privacidade.

23 de Junho de 2022
Voltar